.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. Não quero ser a melhor am...

. O meu filho gosta de bone...

. Atividades natalícias par...

. Quantos brinquedos devo d...

. Desculpa, mãe.

.arquivos

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

.tags

. todas as tags

.favorito

. Se estiver tudo errado......

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2016

O meu filho gosta de bonecas!

20161214_103226.jpg

Algumas são as vezes que escutamos os pais, preocupados com as tendências "não convencionais" dos seus filhos. Preocupam-se porque os filhos só brincam com meninas, porque só brincam com bonecas, porque só brincam com tachos e panelas...

Enfim, é tamanha a preocupação que eu fico estupefacta com o facto de não perceberem que, preocupante mesmo seria esses mesmos filhos, não brincarem sequer.

Isso sim, seria preocupante. O seu filho brinca com bonecas? E então?

Já pensou que brincar com bonecas ajudará a desenvolver o seu vocabulario? E que enquanto vestem e despem bonecas, estão a desenvolver a motricidade fina. Já tinha pensado nisso? Quando brincam com carros e espadas, por exemplo, o discurso é muito limitado, pela limitação da própria brincadeira. Já com bonecas e bonecos, a tendência natural é para construir diálogos, elaborar conversas, produzir discursos. E consequentemente, desenvolver a sua capacidade linguística.

Já pensou que brincar com bonecas ajuda a desenvolver a sensibilidade da própria criança?

Com carros e espadas, a tendência é para lutar, bater, partir, atirar. Com as bonecas, o cuidado será diferente. Claro que se falarmos da minha irmã, as bonecas não duravam nem dois dias mas, acredito que entendam o meu ponto de vista.

Se queremos homens adultos mais sensíveis, mais dispostos a dialogar e a expressar sentimentos, então deveríamos ficar muito mais felizes pelos meninos que brincam com bonecas e muito mais preocupados com os que não o fazem.

Independentemente das opiniões que naturalmente podem ser completamente opostas à minha, importante mesmo era deixarmos as crianças serem crianças. Sem preconceitos. Sem imposições de género ou raça. Independentemente das opiniões, preocupante mesmo, não são os filhos que brincam com bonecas. Preocupante mesmo, meus queridos pais, são os filhos que não sabem, não conseguem ou não lhes é permitido brincar. Isso sim, é motivo de preocupação. 

publicado por Ana Paes às 12:42
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar

.links